Vcongresso

V Congresso Brasileiro de Alfabetização – CONBAlf

 

 

Período: 18,19 e 20 de Agosto de 2021

Local: Universidade do Estado de Santa Catarina - Florianópolis/SC

 

Apresentação

“O mundo não será o mesmo após esse momento de Pandemia”. É o que frequentemente se ouve. Nesse mundo, as escolas, sobretudo estudantes e professores, também não serão os mesmos. Mas há algo que não mudará: a necessidade de se oportunizar e garantir educação de qualidade para todos: crianças, jovens, adultos e idosos deste país.

Pautada nessa certeza, com os olhos atentos para esse cenário que se vem construindo recentemente mediante rupturas, descompassos e retrocessos nas políticas públicas para alfabetização, a Associação Brasileira de Alfabetização - ABAlf segue resistindo para defender e preservar as conquistas no campo da alfabetização, acolhendo e enfrentando o desafio  de repensá-las e ampliá-las.

Com passos firmes e comprometida com o que será construído e/ou   (re)significado nas práticas reais da sala de aula e nas reflexões científicas  pelas pesquisas no campo da alfabetização, a ABAlf apresenta a proposta de seu V Congresso Brasileiro de Alfabetização, a ocorrer em agosto de 2021: ALFABETIZAÇÃO: POLÍTICAS, PRÁTICAS E RESISTÊNCIAS.  Portanto, o compromisso de todas e todos que a compõem não é pequeno com o presente, mas é ainda maior com o futuro.

Justificativa

As discussões e propostas relacionadas ao campo da alfabetização têm, cada vez mais, ocupado lugar de destaque no cenário acadêmico, educacional e político no Brasil tendo se consolidado em pesquisas, em ações políticas e pedagógicas, visando à produção de conhecimento e alternativas para a inclusão dos cidadãos no universo da cultura escrita.

O Congresso Brasileiro de Alfabetização - CONBAlf emerge após um ano da criação da ABAlf, em 18/07/2012, quando se verificou que não havia no cenário brasileiro um Congresso específico para o debate sobre o conjunto de aspectos e problemas relativos ao tema, que vinha sendo abrigado em outros eventos congêneres, tais como, o GT “Alfabetização, Leitura e Escrita” – da ANPEd, o Seminário de Alfabetização do COLE, e, mais recente, o SIHELE. Trata-se de um evento de natureza científica e pedagógica, que ocorre a cada dois anos, já reconhecido como um dos principais eventos nacionais de debates sobre o tema da alfabetização.

Desse prisma, o CONBAlf se constituiu em um espaço específico para discussão da alfabetização, e se consolidou com a realização e 04 (quatro) edições com repercussões importantes, agregando várias instituições nacionais e pesquisadores internacionais,  professores da educação básica, gestores e demais pessoas que se preocupam com a temática.   

Completados 08 anos da criação da ABAlf, tem-se como histórico de temas desses congressos: o I  Conbalf/UFMG, no qual se discutiu o tema  “Os sentidos da alfabetização no Brasil: o que sabemos, o que fazemos e o que queremos”; o  II Conbalf/UFPE, em que foi abordado o tema “Políticas públicas de alfabetização”; o  III Conbalf/UFES, no qual se refletiu acerca do tema “Alfabetização e seus diálogos”; e o IV Conbalf/UFMG, em que se problematizou  o tema “Qual alfabetização para qual tempo? 

Tendo em vista as repercussões desses encontros no cenário nacional e a grande importância do Conbalf  para a identidade do campo de estudos e investigação sobre alfabetização, para diálogo entre pesquisadores nacionais, internacionais, professores e gestores e para a reflexão e divulgação de práticas relativas ao ensino da leitura e da escrita,  está sendo proposto o V Congresso Brasileiro de Alfabetização, que ocorrerá em 2021, presencialmente, com o tema: ALFABETIZAÇÃO: POLÍTICAS, PRÁTICAS E RESISTÊNCIAS.

Histórico da Associação Brasileira de Alfabetização

A Associação Brasileira de Alfabetização ABAlf teve sua criação a partir de iniciativas de professores e pesquisadores brasileiros em outubro de 2009, quando a proposta foi apresentada em Sessão Especial durante a 32ª Reunião Anual da ANPEd – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação.

Em 09/09/2010, a proposta foi formalmente apresentada e aprovada na Plenária Final do I SIHELE – Seminário Internacional sobre História do Ensino de Leitura e Escrita, realizado na UNESP- Universidade Estadual Paulista – campus de Marília e cujo tema foi “A constituição do campo da história da alfabetização no Brasil”.

Em 18/10/2010, a criação da ABAlf foi também aprovada pelo GT10 – “Alfabetização, leitura e escrita”, da ANPEd. Assim, sua criação ocorreu em Assembleia realizada em 18/07/2012, nas dependências da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, durante o 18º. COLE – Congresso de Leitura, promovido pela ALB – Associação de Leitura do Brasil.

Considerando sua missão e fundamentando-se na constatação de que a alfabetização é um campo de pesquisa e de atuação, com uma problemática própria e ações específicas, foram delineados os seguintes  objetivos para a ABAlf: congregar profissionais que desenvolvem atividades de pesquisa, docência e gestão relativas à Alfabetização; constituir-se como referência para discussões e proposições sobre alfabetização e processos afins; reforçar a dimensão política da alfabetização, exercendo posicionamentos críticos e políticos articulados, contundentes e representativos; realizar e incentivar estudos sobre alfabetização em suas diferentes modalidades de ensino (da educação infantil a educação de jovens, adultos e idosos), facetas e perspectivas teóricas; fomentar atitude crítica e pluralismo teórico na abordagem do tema; promover intercâmbio com entidades congêneres nacionais e internacionais; propiciar articulação entre produção de conhecimento e demandas educacionais e políticas, sem prejuízo da autonomia política e científica da ABAlf;  realizar e estimular diferentes formas de divulgação da produção científica e ações pedagógicas relativas à alfabetização; organizar e promover eventos sobre o tema.

Pautando-se nesses objetivos gerais da ABAlf e nas necessidades que se colocam no cenário brasileiro no campo da alfabetização, atravessado, entre outras questões, pela  institucionalização, por meio de Decreto, da  “nova” Política Nacional de Alfabetização (PNA) e, em seu bojo, diversas ações que contrariam todo um conjunto de evidências científicas construídos nas últimas décadas sobre alfabetização, é que se definem os objetivos do V CONBAlf, a saber:

Objetivos do V Congresso Brasileiro de Alfabetização

  • congregar pesquisadores e estudantes de pós-graduação e graduação, professores e  gestores da Educação Básica e representantes de associações, sindicatos e organizações não governamentais, que desenvolvem atividades de pesquisa, docência e gestão relativas à alfabetização;

  • discutir os impactos das rupturas e retrocessos nas políticas públicas de alfabetização no Brasil;

  • fortalecer  protagonismo às/aos alfabetizadore/as, trazendo-os para o cenário das discussões e debates sobre o campo das práticas de alfabetização, considerando em especial o momento histórico do ensino remoto e isolamento social;

  • propiciar a reunião e a discussão dos múltiplos pontos de vista, espaços e formas de atuação dos diferentes atores envolvidos na alfabetização brasileira;

  • discutir os principais desafios, dificuldades e avanços pretendidos na produção acadêmico-científica, nas práticas educacionais e nas políticas públicas brasileiras, sua relação com os desafios políticos, sociais, culturais e educacionais deste momento histórico e sua relação com a produção acadêmico-científica internacional;

  • discutir formas de articulação entre produção de conhecimento e demandas educacionais e políticas;

  • contribuir para avaliação das perspectivas teórico-conceituais e empíricas referentes às pesquisas, práticas educacionais e políticas públicas para a alfabetização no Brasil;

  • propor ações de articulação e colaboração sistemáticas, por meio da ABAlf, entre os diferentes segmentos envolvidos com alfabetização no Brasil;

  • promover intercâmbio com redes de alfabetização e associações nacionais ou internacionais;

  • propor temas específicos e problematizá-los para a organização do VI CONBAlf.

PROGRAMAÇÃO

18/08/2021 – QUARTA-FEIRA
MANHÃ

8h às 9h – Recepção aos participantes

9h às 9h30 – Cerimônia de abertura 

9h30 às 10h – Homenagem ABALF

10h30 às 11h45 - Conferência de abertura

11h45m às 12h - Apresentação cultural

12h às 13h45 - Horário do almoço 

18/08/2021 – QUARTA-FEIRA

TARDE 

14h às 15h30 - Mesa 1 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE ALFABETIZAÇÃO: RUPTURAS E CONTINUIDADES NA LUTA PELO DIREITO À ALFABETIZAÇÃO

15h30 às 16h30 – Debate

 

17h às 19h - Mesa 2- CONVERSA COM ALFABETIZADORES/AS -   O AGIR PROFESSORAL FRENTE AS ORIENTAÇÕES DAS POLITICAS PÚBLICAS DE ALFABETIZAÇÃO: DESAFIOS E RESISTÊNCIAS.

Expositores:

Professor/a alfabetizador/a da Região Norte

Professor/a alfabetizador/a da Região Nordeste

Professor/a alfabetizador/a da Região Centro Oeste

Professor/a alfabetizador/a da Região Sudeste

Professor/a alfabetizador/a da Região Sul

 

19h às 20h – SESSÃO DE LANÇAMENTO DE LIVROS

19/08/2021 – QUINTA-FEIRA
MANHÃ

8h às 9h30 - Mesa 3 – ASPECTOS HISTÓRICOS E CONTEMPORÂNEOS DA ALFABETIZAÇÃO: PROCESSOS E DESAFIOS

 

9h30 às 10h30 – Debate

 

10h45 às 11h30 - Mesa 4- CONVERSA COM ALFABETIZADORES/AS - O CONTEXTO ESCOLAR E SUAS IMPLICAÇÕES NO PROCESSO DA ALFABETIZAÇÃO DE CRIANÇAS, JOVENS, ADULTOS E IDOSOS

 

11h30 - Debate

19/08/2021 – QUINTA-FEIRA
TARDE

14h às 15h30 - Mesa 5 – ENSINO REMOTO DA ALFABETIZAÇÃO, LEITURA E ESCRITA EM TEMPO DE ISOLAMENTO SOCIAL: PERDAS, GANHOS E PERSPECTIVAS

15h30 às 16h15 – Debate

 

17h às 18h30 - Mesa 6- CONVERSA COM ALFABETIZADORES- O ENSINO REMOTO DA ALFABETIZAÇÃO NOS DIVERSOS BRASIS: VIVÊNCIAS, DIVERSIDADE E INCLUSÃO

Expositores

Professor/a alfabetizador/a da Região Norte

Professor/a alfabetizador/a da Região Nordeste

Professor/a alfabetizador/a da Região Centro Oeste

Professor/a alfabetizador/a da Região Sudeste

Professor/a alfabetizador/a da Região Sul

Debate 18h30 às 19h30

20/08/2021 – SEXTA-FEIRA
MANHÃ

8h às 11h   - Mesa 7- IMPACTOS DOS FÓRUNS, LABORATÓRIOS, CENTROS E GRUPOS DE PESQUISA NA FORMAÇÃO DOCENTE EM ALFABETIZAÇÃO: OLHARES EM DESTAQUE

11h - Debate

 

20/08/2021 – SEXTA-FEIRA
TARDE

 

14h às 18h - Sessões de Apresentações Comunicação de Pesquisa e de Relatos de Experiência, considerando os 10 eixos temáticos:

 

  1. Alfabetização e políticas públicas;

  2. Alfabetização e história;

  3. Alfabetização, diversidades e inclusão;

  4. Alfabetização e infância;

  5. Alfabetização e educação de jovens, adultos e idosos;

  6. Alfabetização, cultura escrita, tecnologias educacionais e outras linguagens;

  7. Alfabetização e formação inicial e continuada de professores;

  8. Alfabetização e modos de aprender e de ensinar;

  9. Alfabetização e as condições materiais e pessoais de ensinar em contextos diversos;

  10. Alfabetização e ensino remoto: desafios, aprendizados e perspectivas.

 

 

18h30 às 19h30 - Conferência de encerramento:


19h45 – Apresentação cultual - Agradecimentos da presidência e da Comissão Organizadora

 

 

SUBMISSÃO DE TRABALHOS

 

Informações importantes

 

Estudantes, professores e pesquisadores de educação básica, graduação e pós-graduação são convidados a comunicarem suas pesquisas e práticas pedagógicas no V Congresso Brasileiro de Alfabetização. Para tanto, é necessário observar as seguintes condições:

 

1. Serão aceitos até 3 trabalhos por autor, sendo somente um na condição de autoria individual. Os demais trabalhos deverão ser necessariamente em coautoria;

2. Envio de artigo, conforme as normas do evento, exclusivamente via Plataforma Udesc entre 18/12/2020 a 30/06/2021.

 

3. A comunicação dos trabalhos no evento está condicionada à aprovação da Comissão Científica e a anuidade da associação em dia por parte de todos/as os/as autores/as. Para maiores informações consulte em Faça parte.


Valores
Professores/as de instituições de ensino superior:  120,00 reais
Professores/as de Educação Básica: 60,00 reais
Estudantes de pós-graduação: 70,00 reais
Estudantes de graduação: 60,00 reais
Outros/as interessados/as: 130,00 reais

4. A inscrição de trabalhos e a participação no evento com certificação requer, obrigatoriamente, a anuidade paga Não será necessário anexar comprovante de pagamento, pois ao receber a inscrição na Plataforma a secretaria do evento realizará a conferência.

5. Os dados informados na Plataforma Udesc são de inteira responsabilidade dos autores e deverão estar corretos, pois serão utilizados para todos os processos futuros referentes ao autor e/ou ao trabalho (emissão de documentos, publicações, declarações e certificados);

 

6. O material aceito para apresentação e/ou publicação será utilizado em sua versão original;

 

7. A correção linguístico-gramatical é de total responsabilidade dos autores e coautores;

 

8. Todos os trabalhos aprovados e comunicados no evento constarão nos Anais publicados em meio eletrônico e disponibilizados na internet por meio do site da ABAlf. A presença nos anais está condicionada ao pagamento da anuidade 2021 por parte de todos/as autores/as.

 

9. Os autores e coautores, ao submeterem seu trabalho, estarão autorizando a Coordenação Geral a publicar o trabalho em versão digital;

 

10.O trabalho deverá apresentar (Observar modelo do Template - Anexo I):

     a) problemática anunciada e desenvolvida;

     b) Indicação de metodologia e referencial teórico

     c) Conclusões e/ou resultados parciais.

     d) Lista de referências utilizadas em conformidade com as normas da ABNT.

 

11. A avaliação dos trabalhos por parte da Comissão Científica observará os seguintes critérios:

     a) Relevância e pertinência do trabalho para o eixo temático escolhido;

     b) Riqueza conceitual no desenvolvimento da problemática;

     c) Consistência e rigor na abordagem teórico-metodológica e na argumentação;

     d) Originalidade e contribuição para o avanço do conhecimento na área.

 

12. O trabalho deverá conter entre 15 mil e 20 mil caracteres com espaços, incluindo título, notas de rodapé e referências;

 

13. Para informações, sugestões, reclamações, elogios, dúvidas e consultas diversas sobre o V CONBALF utilize: conbalf2021@gmail.com

 

 

Plataforma Udesc para submissão dos trabalhos:  http://eventos.udesc.br/ocs/index.php/V_CBA/ppr

ANEXO I - TEMPLATE PARA SUBMISSÃO DOS TRABALHOS - ACESSE AQUI 

ORGANIZAÇÃO

 

Coordenação Geral

 

Adelma das Neves Nunes Barros-Mendes – UNIFAP – Macapá – AP

Lourival José Martins Filho – UDESC – Florianópolis – SC

 

 

Comissão Organizadora Nacional

 

Adriana Regina Sanceverino – UFFS – Chapecó SC
Denise Maria de Carvalho Lopes – UFRN – Natal – RN
Elizabeth Orofino Lucio – UFPA – Belém - PA
Fernando Rodrigues de Oliveira – UNIFESP – Guarulhos – SP 
Gabriela Medeiros Nogueira – FURG – Rio Grande – RS
Mônica Correa Baptista – UFMG – Belo Horizonte – MG
Maria Aparecida Lapa de Aguiar – UFSC – Florianópolis – SC
Silvia de Fatima Pilegi Rodrigues – UFMT – Mato Grosso - MT.
Telma Ferraz Leal – UFPE – Recife – PE

 

 

Comissão Científica

Adelma das Neves Nunes Barros-Mendes - UNIFAP

Adriana Francisca de Medeiros - UFAM

Adriana Regina Sanceverino - UFFS

Alba Regina Battisti de Souza - UDESC

Ana Claudia Goncalves - UFPE

Ana Lúcia Nunes da Cunha Vilela - UFMT

Ana Luiza Bustamante Smolka - UNICAMP

Andressa Wiebusch - UFSM

Artur Gomes Morais - UFPE

Bárbara Cortella Pereira de Oliveira - UFMT

Cecilia Maria Aldigueri Goulart - UFF

Cleia Demétrio Pereira - UDESC

Dalva Maria Alves Godoy - UDESC

Dania Monteiro Vieira Costa - UFES

Daniela Freiras Brito Montuani - UFMG

Darinez de Lima Conceição - UFPA

Darlize Teixeira de Mello - ULBRA

Dedilene Alves de Jesus - UEMG

Denise Maria de Carvalho Lopes - UFRN

Douglas Almeida de Oliveira - UFPA

Elaine Constant Pereira de Souza - UFRJ

Elizabeth Orofino Lucio - UFPA

Evangelina Maria Brito de Faria - UFPB

Fabiola Sell - UDESC

Fernanda Duarte Araújo Silva - UFU

Fernanda Germani de Oliveira Chiaratti - UNIFEBE

Fernando Rodrigues de Oliveira - UNIFESP

Gabriela Maria Dutra de Carvalho - UDESC

Gabriela Medeiros Nogueira - FURG

Greice Ferreira da Silva - UEL

Herika Socorro da Costa Nunes -UEPA

Iara Augusta da Silva - UEMGS

Isabel Cristina Alves da Silva Frade - UFMG

Janaína Moreira Pacheco de Souza - UERJ

Jilvania Lima dos Santos Bazzo - UFSC

Josa Coelho da Silva Irigoite - UDESC

Juliana de Melo Lima - UFRN

Kenia Adriana de Aquino Modesto Silva - UFJ

Leonor Scliar Cabral - UFSC

Lilane de Moura Chagas - UFSC

Liliam Cristina Caldeira - UFMS

Lourival José Martins Filho - UDESC

Lucilene Lisboa de Liz - UDESC

Ludmila Thomé de Andrade - UFRJ

Márcia Regina do Nascimento Sambugari - UFMS

Maria Aparecida Lapa de Aguiar - UFSC

Maria Carolina da Silva Caldeira - UFMG

Maria do Socorro Alencar Nunes Macedo - UFSJ

Maria do Socorro Moura Montenegro - UEPB

Maria Eurácia Barreto de Andrade - UFRB

Maria José Barbosa - UFC

Marilane Maria Wolff Paim - IFC/SC

Marilene Teresinha Stroka - UNC

Marise Marcalina Rosa   

Marli Delmonico de Araujo Futata - UEM

Mônica Correa Baptista - UFMG

Mônica Wendhausen - PMF

Neli Aparecida Gai - UNOESC

Nilo Carlos Pereira de Souza – UFPA

Norma Sandra de Almeida Ferreira - UNICAMP

Patrícia Corsino - UFRJ

Patrícia Ignácio - FURG

Raquel Regina Zmorzenski Valduga Schöninger - SME-FPOLIS

Ricardo Luiz de Bittencourt - UNESC

Rita Buzzi Rausch - FURB

Rosana Mara Koerner - UNIVILLE

Rosangela Pedralli - UFSC

Roselete Fagundes de Aviz - UFSC

Selma Costa Pena - UFPA

Silvia de Fatima Pilegi Rodrigues - UFMT

Solange Ribeiro - UFPA

Sônia Maria dos Santos - UFU

Sônia Regina da Luz Matos - UCS

Suzana Lopes de Albuquerque - IFG

Telma Ferraz Leal - UFPE

Viviane Gislaine Caetano - UFPA

Wanderléa Pereira Damásio Maurício - USJ

Wanderleia Azevedo Medeiros Leitão - UFPA

Welessandra Aparecida Benfica - UEMG

Ywanoska Maria Santos da Gama - UFRPE

Coordenação Técnica:


Anderson Mendes

Danielle Anselmo da Silva Mendes

 

 

REALIZAÇÃO

 

Associação Brasileira de Alfabetização
Universidade do Estado de Santa Catarina
Universidade Estadual de Campinas
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Universidade Federal da Fronteira Sul
Universidade Federal da Paraíba
Universidade Federal de Mato Grosso
Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de Pernambuco
Universidade Federal de Santa Catarina
Universidade Federal de São João del-Rei
Universidade Federal de São Paulo
Universidade Federal de Uberlândia
Universidade Federal do Amapá
Universidade Federal do Espírito Santo
Universidade Federal do Pará
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Universidade Federal do Rio Grande
Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Universidade Federal Fluminense

Para informações, sugestões, reclamações, elogios, dúvidas e consultas diversas sobre o V CONBALF utilize: conbalf2021@gmail.com

Quadro síntese das atividades

tabela01

 30/06/2021

18/07/2021

v